Saiba mais sobre o Festival Telefônica Sonidos

Evento que aproximava os brasileiros e a música latina teve apenas duas edições.

Com o objetivo de aproximar os brasileiros das músicas e dos artistas da América Latina, surgiu, em 2010, o “Telefônica Sonidos – Festival Mundo Latino”.

O evento, que teve apenas duas edições, colocava artistas brasileiros e latino-americanos para tocarem juntos, buscando misturar estilos e ritmos.  

1

História e criação do Festival Mundo Latino

Criado a partir da parceria entre a produtora musical Sony Music e a antiga empresa de telefonia, a Telefônica, o festival reuniu em um único local artistas de diversos países da América Latina, mostrando a diversidade musical presente nesta região.

 Assim, surgiu um novo tipo de festival de música no Brasil, destinado àqueles que se interessam pela cultura musical latino-americana.

 Apresentações

As apresentações eram feitas em dois palcos, que foram divididos entre os estilos musicais predominantes da América Latina.

O Palco 1, chamado de “Jazz Latino”, era destinado à Música Popular Brasileira (MPB) e, claro, ao Jazz Latino. Já o Palco 2, com o nome de “Pop Urban”, buscava trazer apresentações de outros estilos musicais, como o rock, o rap, o pop e o reggaeton.

A maior parte dos cantores e bandas que se apresentaram no evento eram de países latinos, mas também haviam representantes de outros locais, como da Espanha ou Itália.

Os artistas se apresentavam junto com cantores ou grupos de outros países, fazendo uma mistura de estilos, ritmos e línguas, o principal objetivo e atrativo do festival.

Primeira edição

2

A primeira edição do “Telefônica Sonidos” aconteceu no ano de 2010, no Jockey Club de São Paulo, entre os dias 21 e 25 de setembro, e levou cerca de 15 mil pessoas para acompanhar os shows de artistas brasileiros e latino-americanos.

Nesta edição de lançamento, que prometia trazer um novo e diferente festival de música para o país, se apresentaram no palco Ana Carolina, Maria Gadú e Nando Reis, representando o MPB moderno.

No mesmo palco, artistas latinos como Pablo Milanés, de Cuba, e Pedro Aznar, da Argentina tocaram suas músicas.

Além das apresentações solos, os cantores e bandas se apresentavam juntos, cantando e tocando músicas de diversas nacionalidades.

Já no segundo placo, bandas brasileiras, como Capital Inicial e Monobloco, se apresentaram com bandas de outros países da América Latina, como os porto-riquenhos Calle 13.

Segunda edição

3

No ano seguinte, em 2011, o festival também levou cerca de 15 mil pessoas ao Jockey Club paulistano.

Dessa vez, as principais atrações foram as misturas entre um mesmo estilo, com as apresentações dos pianistas cubanos Chucho Valdés e Omar Sosa juntamente com artistas brasileiros, como o bandolista Hamilton de Holanda e o maestro Jaques Morelenbau.

Também dividido entre os dois palcos idealizados originalmente, artistas como Tulipa Ruiz e o cubano Alex Cuba, se apresentaram no Palco 1.

O Palco 2 trouxe, além de outras pessoas, Marisa Monte, Seu Jorge, a banda Jota Quest e a cantora Wanessa.

Eles se apresentaram com artistas latinos, como a cantora mexicana Julieta Venegas, a banda Los Amigos Invisibles e o trio Camila, também do México.

O festival promoveu, ainda em 2011, mais alguns shows gratuitos no parque Ibirapuera, mas, infelizmente, o “Telefônica Sonidos – Festival Mundo Latino” não teve outras edições após isso.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *