Dores articulares no frio

As dores articulares podem ter uma grande variedade de causas, mas o inegável é que elas podem mesmo ser bastante limitantes e desagradáveis.

O que acontece é que especialmente no frio, essa condições tende a ser mais severa, causando ainda mais transtornos para quem é acometido por elas.

No entanto, é verdade que existe mesmo essa relação entre o frio e as dores articulares? Vamos entender um pouco melhor sobre esse assunto a seguir.

Dores articulares no frio

Estudos realizados no mundo inteiro mostram que as variações de temperatura podem mesmo afetar as articulações. Isso porque alteram a pressão atmosférica!

Essa amplitude térmica também pode ser percebido por pessoas que possuem alguma lesão ou que apresentam sensibilidade nas articulações.

É por isso que os idosos ficam especialmente sensíveis ao frio, visto que envelhecimento tende a acometer as articulações, fazendo com que sintam mais dores nas juntas quando a temperatura cai.

A justifica para tudo isso está justamente no que já foi explicado: as variações de temperatura podem afetar a pressão atmosférica. Assim quando esfria, há uma diminuição da pressão.

Dessa forma, o efeito compressivo do ar sobre o corpo e as articulações também é menor. Com isso, ficam mais suscetíveis a processos inflamatórios, aumentando a sensibilidade.

Outro agravante do caso é que a diminuição de pressão e o frio também diminuem a maleabilidade dos tecidos. Com isso, há um aumento da sensação de desconforto e da rigidez dos mesmos.

Como prevenir esse problema?

No caso das dores que são de origem patológica e que realmente causam limitação sérias à essa pessoa, usar Ogimi Capsulas ajuda a eliminar elas  rapidamente, mas também é recomendado procurar por um fisioterapeuta para que seja possível não apenas tratar, mas também prevenir o quadro.

Há técnicas manuais que ajudam a aumentar e exercitar a maleabilidade dos tecidos, bem como a termoterapia ajuda oferecendo calor superficial e profundo que podem aliviar as dores articulares que são desencadeadas pelo frio.

Mais do que isso, é muito importante não esquecer que é essencial se manter bem agasalhado e quentinho, para evitar que o frio afete diretamente o corpo.

Caso o problema seja persistente ou você apresente dores muito intensas, o ideal é sempre procurar por um médico para que uma avaliação mais precisa seja realizada.

Lembre-se ainda que atualmente existem diversos suplementos naturais que podem ajudar não apenas a tratar, mas também a prevenir problemas articulares, visto que melhoram a saúde das juntas!

Qual o melhor exercício para emagrecer?

Para emagrecer é preciso se perder mais do que se ganha… ou seja, perder mais calorias do que se adquire. E qual a melhor forma de perder calorias? Fazendo exercícios.

Não é de hoje que a prática de exercícios está associada à saúde, é impossível se falar em treino sem se pensar em saúde, bem estar e qualidade de vida. Assim, além de emagrecer, ao praticar uma atividade física, automaticamente, está garantindo uma vida mais saudável.

Mas, caso você esteja a procura de alguma atividade que prometa uma perda calórica maior, vale ressaltar que a atividade que mais emagrece é aquela que você goste e consiga fazer, sempre, aliada ao uso de um bom emagrecedor natural capaz de queimar gordura como o Sibutina, muito utilizado por pessoas que querem emagrecer e por atletas também.

Uma atividade que saiba que vai poder levar para a vida toda e não apenas até atingir seu peso ideal.

Uma pessoa que sempre fez simples caminhadas, com certeza, é mais saudável e mais magra que aquela que de vez em quando, só aos finais de semana faz um treino super puxado.

Mas, qual o melhor exercício para emagrecer?

Primeiramente, é preciso deixar claro que um exercício isolado não emagrece ninguém, apenas auxilia na perda de peso. O que emagrece é associar diversos fatores: alimentação saudável, qualidade do sono, bom funcionamento intestinal, ingestão hídrica adequada e atividades físicas.

Quem deseja emagrecer e ganhar massa magra, a atividade que oferece melhor resultado, sem dúvida, é o HIIT (treino intervalado de alta intensidade), já que trabalha em cima de oscilação da frequência cardíaca, oxidando mais gordura.

Atividades aeróbicas como corrida, pular corda, futebol, dentre outras, são excelentes para derreter gordura corporal.

Mas a musculação não deve ficar de fora, na verdade, embora em uma hora ela queime, em média, 245 calorias,.ela é muito importante no processo de emagrecimento, pois além de proporcionar um alto gasto calórico, quanto maior a quantidade de massa muscular no nosso corpo, mais vamos gastar nas atividades do dia a dia, devido ao aumento da massa muscular.

Calorias por exercícios

De uma forma generalizada, confira a média de calorias que cada atividade gasta:

  • HIIT pode queimar até 550 caloriasem 20 minutos
  • Corrida (a uma velocidade de 12 km/h) 861 – 1.074 cal.
  • Corrida leve, ao estilo trote, em esteira – 365-455 cal
  • Pular corda – 861-1.074 cal.
  • Futebol – 752-937 cal.
  • Tae kwon do – 752-937 cal.
  • Natação, com movimentos rápidos – 715-892 cal.
  • Natação leve – 423-528 cal
  • Hidroginástica – 402-501 cal
  • Subir escadas correndo – 657-819 cal.
  • Corrida leve (a uma velocidade de 8kmh) – 606-755 cal.
  • Tênis – 606-755 cal.
  • Patinação- 548-683 cal
  • Caminhadas em terrenos irregulares– 438-546 cal /

Enfim, não existe mágica, para emagrecer com saúde, é fundamental ter hábitos saudáveis e incluir em seu dia a dia uma dieta saudável, além de associar uma série de fatores, mudar alguns hábitos, desde investindo numa alimentação correta, até a prática de exercícios regularmente.